Ícone Pechincha & Palco Literário apresentam “Hora de Alimentar Serpentes”

Texto de Marina Colasanti é obrigatório para o primeiro Exame de Qualificação da UERJ

Cinquenta e um minicontos, uma única peça: achou que não fosse possível? Pois o grupo Palco Literário marcou a grande estreia do auditório do Ícone Pechincha ao apresentar a montagem “Hora de Alimentar Serpentes”, de Marina Colasanti no último sábado (30/03). O evento também contou com espaço aberto para debate com participação dos estudantes, atores Pedro Ruggiero, Priscila Lessa (também diretora), Iuri Ribeiro e Gustavo Tavares, além dos professores Júlio, Élida e a convidada Simone Paulino, a qual possui sua tese sobre a obra da autora.

Um dos principais objetivos foi incentivar a leitura do livro, o qual faz parte do texto obrigatório do primeiro exame de qualificação do vestibular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). E não foi a primeira vez que o grupo se apresentou no colégio. Segundo o diretor Marcelo, “cada vez que eles vêm, a gente consegue entender que os objetivos que a gente idealizou para o Ícone, o que a gente pensa de educação, de escola, de aproximar vocês dos seus sonhos. Estamos no ponto certo. Não é fácil. Já foi difícil mas hoje é muito mais fácil. Simplesmente extraordinário. A gente tenta instigar a cultura. Sonho alto, esforço alto e nada tem pra impedir. Eu não vou ter pudor, é meu dever”, complementa.

Para a professora Élida Fernandes seria muito difícil representar os minicontos, mas ela se surpreendeu e ainda explica a importância da troca realizada. “No momento em que você vai fazer a leitura, carrega em si as suas experiências. Então quando os meninos trouxeram essa interpretação eu achei curiosa e interessante essa leitura. Acredito que para os alunos tenha sido uma maneira de trazer esse despertar se interessassem pela leitura. Não só para que realizem a prova, mas que possam fazer esse diálogo com outros momentos na vida de vocês. A peça enriqueceu para que a gente pudesse também dialogar mais com outras ideias”, conclui.

O Palco Literário leva às escolas encenações de obras que fazem parte da grade de estudos de maneira lúdica e criativa, incentivando a leitura e a arte. A atriz e diretora da peça, Priscila Lessa, explica um pouco do trabalho do grupo e de que forma espera que possa contribuir para os estudantes do Ícone através dessa experiência: “fui pincelando quais minicontos eu considerava mais fáceis de encenar, coloquei 51 no roteiro sem ordem e passei para eles. Não fazia ideia de como seria isso, mas o teatro é coletivo, é parceria. Foi a primeira vez que a gente usou o improviso. É muito gratificante estar junto de alunos que querem aprender, que estão aqui no sábado de manhã dispostos a conhecer um pouco mais da literatura e do teatro. Cada apresentação é uma nova descoberta, um momento de troca. Eu espero que com esses minicontos que a gente selecionou eles possam entender a importância da leitura do livro e se interessem por isso. Nosso objetivo é esse: que através do pedaço que a gente mostrou eles queiram ler o todo e assim irem melhor na prova”.

Professor e mediador do debate, Juliano Leandro se mostra contente pelo evento. “Fiquei feliz por várias razões, e talvez uma das principais se dá a partir do momento em que pude perceber quantos desses microcontos já foram apresentados e discutidos. Acredito que agora para aquele que não teve coragem de se jogar no livro, inclusive pela urgência de quem vai fazer a prova, o convite foi mais do que bem feito. Vocês tiveram a oportunidade única de ver sendo concretizados esses textos.

O primeiro Exame de Qualificação da UERJ acontece no dia 9 de junho e as inscrições vão de 10 de abril até 6 de maio de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo